Declaration of Principles

 

Há histórias antigas: chamam-lhes lendas. A história deste blogue remonta aonde eu já não a sei remontar. Funda-se num profundo amor ao cinema e na jura de lhe prestar vassalagem, como fora um senhor feudal. A primeira pedra – a de Sião, arquitectei-a em Abril do ano passado, como quem, tribalmente, garante e demarca um território: declarava a minha vontade e propósito de criar um espaço cibernético de crítica, análise e discussão cinematográfica. E a pedra, como os herma dos velhos gregos, ficou: marcando a fronteira – e um reino sem rei. Chegava-se o final do ano – era o tempo de recomeçar de novo. No fundo, nunca fora o tempo de começar ainda até ali. O projecto sempre havia sido pluríssono: o conceito era, do princípio, em vez de um monólogo, um diálogo. O Natal guardara-me a prenda de me dar o colaborador certo – e homónimo. Era, pois, enfim, a hora e houve grandes festas para celebrar que todos celebraram.

Esta é pois uma Declaration Of Principles, como o jovem Kane de Wells: uma Declaração de Princípios, porque é aqui e hoje que começamos – e por este meio o firmamos, afirmamos e confirmamos. Mantenhamo-nos firmes na empresa.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: